Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

sábado, janeiro 20, 2007

Estórias do Ballet 7 - Falsidade

Tinha uma garota com quem eu me dava relativamente bem. Ela dançava bem. Confesso que a achava melhor em danças mais fortes. Não era muito bonita, mas achava o seu cabelo legal quando estava de rabo-de-cavalo. Parecia cabelo de boneca.

Numa viagem, a minha irmã teve um namoro rápido com um garoto que gostava dela. Mas ela namorou com ele só para se divertir, magoando o garoto. É por isso que eu sou radicalmente contra ficar ou namorar só para curtir. É algo que pode magoar muito o parceiro. Se eu não quero que me magoem, não devo fazer nada que possa magoar outras pessoas.

Essa minha colega era muito amiga desse garoto. Não sei dizer se ela gostava dele. Só sei que ela tomou as dores dele. Chegou a dizer para mim que a minha irmã o deixara triste. O problema é que ela falava direito com a minha irmã e por trás falava mal dela. Sem saber, falou mal dela para uma de suas melhores amigas. E quando me viu alguns anos depois de termos saído do ballet, mandou beijos para ela. Definitivamente, se você não gostar de alguém, não se deve ficar maldizendo a pessoa nem por trás nem pela frente. Se acontecer algo errado, você deve falar com a pessoa, mas com moderação e a sós. Não que isso seja fácil, mas é o certo. Perder a cabeça e fazer escândalo não é correto, porém é bem menos pior do que falar por trás.

Contudo, eu não guardo más lembranças dessa minha colega. Pelo contrário. Uma vez, teve uma quadrilha no jazz. Eu fui a noiva e ela, o noivo. Foi muito legal.

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com