Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

sexta-feira, fevereiro 09, 2007

Pena de Morte

Diante das barbáries que temos visto recentemente, muita gente diz: "Esses bandidos têm mais é que morrer!" Eu sou totalmente contra a pena de morte. Aqui vão 2 respostas de pessoas diferentes à pergunta:

"A pena de morte é uma solução para o problema da violência?

Resposta 1:

"Se isso fosse verdade, o problema da criminalidade já estaria resolvido desde os tempos passados, na história das civilizações primitivas. A verdade é que, embora a violência que matava os inimigos fosse também aplicada para exterminar os que não cumpriam as vontades dos governantes, as criaturas continuavam a ser rebeldes e agressivas. Sendo assim, estaremos enganados se estivermos esperando conter a violência com a aplicação da pena de morte. O mal gera o mal, a violência gera a violência. As únicas coisas que podem trazer a paz e a harmonia à sociedade são o amor e a educação."

Resposta 2:

"A pena de morte é um atestado da falência do Estado. Quando a Justiça se arroga o direito de matar, reconhece a legitimidade do crime. A função do Estado é educar, mas quando se considera incapaz de cumpri-la, apela para o processo ultriz da criminalidade. O eminente jurista Evaristo de Morais Filho estabeleceu que, se a pena de morte mudasse a estrutura social da Terra, os países onde ela viceja estariam vivendo grande fraternidade. A lição da História é que um crime, mesmo quando legalizado, não adquire cidadania, nem se torna portador de valor moral. Matar, nunca!"

Devemos notar que os países que aplicam a pena de morte vivem matando gente. Isso não inibe os crimes bárbaros. O que devemos ter é educação, condições de vida dignas e um sistema judiciário que funcione, colocando os bandidos para trabalhar e lhes educando para que sejam reinseridos na sociedade. E se não se recuperarem, devem continuar lá trabalhando e sustentando a sua estadia na cadeia, sem privilégios, mas com dignidade.

De que adiantou a morte do Saddam? Só aumentou a violência lá no Iraque. Se o tivessem deixado preso simplesmente, menos ódio (que já é imenso) haveria nessa região.

E quantos inocentes também já não foram executados? Ou então, pessoas que de fato cometeram crimes mas que se arrependeram? Será que essas últimas não mereceriam uma nova chance de viverem em sociedade? Quantas vezes cometemos um erro, nos arrependemos e não o fazemos mais? O mesmo vale para essas pessoas.

Para finalizar, desde quando a pena de morte não existe no Brasil? Ela só não existe formalmente. Ou vocês conhecem algum bandido que morre de velhice?

Marcadores:

2 Comments:

At 8/24/2007 11:38 PM, Anonymous Anônimo said...

Pena de morte deveria sim existir para crimes bárbaros, e para chefes do tráfico. Ou voce acha que o Fernandinho Beiramar tem jeito? Ou o garoto que matou o namorado e estuprou a namorada durante dois dias até mata-la?
Pena de morte nao é solucao para os problemas da violencia, mas pelo menos faz calar a boca dos marginais que debocham da lei e da sociedade.

 
At 8/28/2007 7:02 PM, Blogger Pantera Cor de Rosa said...

Pode ser que tenha jeito sim! Não que seja fácil. Já soube de estórias de pessoas consideradas "sem jeito" que se tornaram pessoas de bem.

E quem julga e executa? Também não serão assassinos?

Por fim, se o sistema penal funcionasse, os criminosos não debochariam da sociedade. O Fernandinho Beiramar simplesmente manda na cadeia. Se o sistema funcionasse, ele não estaria rindo da nossa cara.

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com