Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

segunda-feira, junho 08, 2009

Brigas


Muitas vezes, encontramos pessoas ruins que tentam nos prejudicar de tudo quanto é forma, seja com fofocas, intrigas ou simplesmente tentando tornar a sua vida um verdadeiro inferno. Isso causa estresse, resultando em insônia e, no meu caso, aumento da frequência cardíaca e, consequentemente, perda de desempenho em treinos e competições.

Se a pessoa que te aflinge é uma pessoa que você nunca mais vai ver, rodar a baiana com ela pode não ser correto, mas não deve causar maiores problemas. Já se for uma pessoa que você vai continuar a ver com frequencia, é melhor pensar 2 vezes, pois o clima vai ficar sempre ruim quando ela estiver junto com você.

Dos casos recentes que eu posso citar, teve aquele cara que tentou se aproximar de mim fingindo que queria me patrocinar. Eu descrevo a estória inteira aqui. Ao invés de fazer escândalo, deveria ter tentado desmascará-lo aos poucos, para ter provas para processá-lo ou denunciá-lo, por exemplo, e me aproveitando de alguns benefícios que ele sempre me arrumava. Claro que com o devido cuidado, pois ele não era de confiança e poderia armar alguma para cima de mim. Obviamente, se eu o denunciasse ou coisa assim, eu teria que conviver com o ódio dele para sempre. Porém, eu apenas estaria lutando pelos meus direitos e nada mais.

Outro caso foi um ex-namorado safado que tive. Eu, querendo esquecer o meu segundo namorado, a quem eu já citei aqui um monte de vezes, namorei com um cara de cujo caráter eu sempre desconfiei. Embora dissesse uma coisa, fazia outra. Ele, na verdade, só queria aquilo. Como não fiz aquilo que ele queria, se mandou. Logo antes disso eu cheguei a lhe dizer na cara que ele era mal-caráter. Após alguns anos, ele passava por mim e me cumprimentava na ciclovia do Maracanã, como se fosse meu amiguinho. Mas como sou distraída e tudo era sempre rápido, quando ia ver, só quando ele já tinha passado (ele estava trotando) é que eu percebia que era ele. O pior é que eu percebia que ele agia assim de propósito, para debochar da minha cara. Até que teve um dia que ele parou na minha frente e perguntou como eu ía. Quando eu percebi que era ele quem estava na minha frente o sangue ferveu e eu lhe disse um bando de desaforos. Ele respondeu que eu era louca e que ía me internar no Pinel. Por que será que cara safado sempre diz que a mulher é louca quando toma satisfações com ele. Ao invés de ter feito o escândalo, deveria tê-lo cumprimentado, dito que estava com pressa para ir treinar e ido embora sem dar muita bola para ele. Com a minha atitude, ele deve ter se achado o máximo, que teve importância em minha vida, por eu me incomodar com ele. Se eu o tivesse ignorado, ele se sentiria mal com isso, por achar que não teve importância nenhuma em minha vida.

Outro caso de briga foi com uma atleta. Nunca gostei muito dela por achar que ela fazia coisas não muito corretas, mas a convivência entre nós sempre foi pacífica. Claro que eu achava ruim ela ficar fazendo fofoca da vida alheia e causando intrigas. Até que, certa vez, ela falou para um ex-namorado meu, que agora está casado com uma amiga minha, que eu ainda gostava dele. De fato, quando ela perguntou se eu ainda gostava dele, eu respondera que sim, mas isso foi bem antes de ela falar isso para ele. Como consequência, a minha amiga passou a ser fria comigo. Eu fiquei uma fera e, quando ela veio falar comigo pessoalmente, disse-lhe bem alto e na frente de todo mundo um bando de desaforos. Quase que fomos para as vias de fato. Como nos encontramos em competições, o clima sempre fica ruim. Neste caso específico, deveria ter conversado com ela e dito que o que ela fez causou confusão e para que não tivesse mais esse tipo de atitude porque com certeza não gostaria que fizessem isso com ela. Tudo isso da maneira mais doce o possível. Não sei se daria resultado, mas ao menos daria bom exemplo para ela e para os demais.

Outra estória que eu tenho para contar é da mulher que implicou com os meus shorts de corrida. Também era ruim fazer aula de localizada com ela presente. Principalmente quando era só eu e ela. Se bem que nesse caso, como temos muitas amigas em comum, o clima está relativamente ameno e a gente até que se fala.

Há também uma estória de uma briga que foi evitada. Uma vez, lá no trabalho, ouvi uma garota debochando da minha cara. Não a vi, mas sabia quem era. Tanto que depois do fato ela me olhava de maneira esquisita. O meu sangue fervia e eu me segurava para não fazer uma besteira. Embora ela não fosse da minha empresa, eu poderia perder o emprego. Até que um dia, eu, com toda a educação, perguntei se fora ela que debochara da minha cara. Ela ficou nervosa e negara tudo. Mas eu sabia que tinha sido ela. Só que como ela pode debochar da minha cara se fica chorando no banheiro por causa da pressão no trabalho? Eu vi isso acontecer mais de uma vez. Sinceramente, não se deve debochar de ninguém. O que é bobagem para uns, para outros é sério. Afinal, não se sabe o que se passa no íntimo de cada pessoa. Só sei que apesar de a conversa ter sido pacífica, o clima sempre fica tenso por motivos óbvios. Imagina se eu tivesse feito um escândalo. Ficaria muito pior. Eu poderia ter pago na mesma moeda. Porém, como diz o Chaves: "A vingança nunca é plena. Mata a alma e a envenena." Concluindo, tomei a atitude mais correta. Mostrei a ela que soube o que fez, que não gostei, e que não paguei na mesma moeda. Quem sabe ela não reflete a respeito de tudo isso e nunca mais deboche de ninguém?

Por que conto tudo isso? Porque venho me segurando para não fazer um escândalo com a pessoa abaixo. Se o fizer, vai ser péssimo, pois o vejo com frequência e, ao contrário dos casos citados acima, preciso lidar com tal pessoa. Dizer para todo mundo quem ele é também não vai adiantar de nada. Pode até ser que algumas pessoas acreditem em mim, mas seria minoria. Eu chego a sonhar com isso. É um bate-boca só nos sonhos. Espero que eu consiga agir da maneira correta, de cabeça fria. Mesmo que não precisasse lidar com ele, não quero mais uma inimizade em minha conta se eu puder evitar isso.

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com