Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

segunda-feira, agosto 10, 2009

Destrinchando o AVG Anti-Virus

O AVG é um anti-vírus complicado. Sua interface não é nada amigável com o usuário. Como eu precisei fuçá-lo ontem, resolvi compartilhar algumas dicas.

Por mim, eu não usaria anti-vírus. A não ser para checar o meu pen-drive quando ele tiver sido colocado em um computador não-confiável, o que não é o caso da empresa onde trabalhei e do LES. Sou esperta o bastante para saber o que é suspeito ou não. Não é preciso ter formação em informática para saber que não se deve clicar em certos links ou abrir certos anexos. Algo que não cite seu nome ou pareça ser genérico demais, não deve ser aberto. Mais ainda, bancos, lojas virtuais, etc não costumam pedir por e-mail para que atualize seu cadastro. Por fim, nada de ficar votando em fotos no Orkut, nem de abrir .pps. Lembrem-se que mesmo que o anti-vírus não detecte vírus, é possível se infectar pois os vírus (cavalos de tróia e vermes também) novos são criados antes que um método de detecção e remoção esteja disponível.

Vamos à primeira dica. Uma vez, no meu trabalho, o AVG resolveu bloquear um executável do Visual Studio 2003. Não adiantava re-instalar o programa. Ele simplesmente bloqueou o arquivo. Recentemente, resolvi instalar um programa para fazer gráficos e o danado resolveu agir indevidamente outra vez, bloqueando o programa de instalação, que, diga-se de passagem, é bem velho (de 2000, acho). Se naquela época o anti-vírus não pegou nada, não iria ser agora que iria dar vírus num programa que está num CD. Procurando em fóruns na Internet, ninguém sabia dar outra dica além de desinstalar o AVG e trocar por outro anti-vírus. Realmente, desinstalar o AVG resolveu. Poderia ter usado outro anti-vírus. Mas quem quiser continuar a usar o AVG, pode ir em Ferramentas --> Configurações Avançadas --> Proteção Residente --> Exceções e inserir o diretório onde o programa bloqueado se encontra. Desta forma, ele poderá ser executado novamente. Como desbloquear só o arquivo eu ainda não descobri, mas certamente há algum jeito. Se alguém souber, favor deixar um comentário.

A segunda dica é mais interessante. .pps são fontes excelentes de cavalos de tróia. As pessoas os recebem e os repassam. Sempre são apelativos, lindinhos, com fotos e mensagens comoventes, fazendo com que todos os abram. É tudo o que um hacker deseja para espalhar cavalos de tróia e fazer a festa, roubando os dados de todo mundo. Se o conteúdo desses .pps fosse realmente importante, era só colocar no corpo do e-mail, deixando-o menos pesado.

Se você avisa as pessoas que não se deve abrir .pps e outras extensões pegigosas, e elas não obedecem, é só bloqueá-las, fazendo com que o AVG exclua determinados tipos de arquivo dos anexos dos e-mails. É só ir em Configurações Avançadas --> Verificador de E-mail --> Filtragem de Correio. Agora, é só marcar a caixa Remover Anexos e colocar as extensões dos arquivos a serem removidos. Com gente que não sabe usar o computados, só jogando duro.

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com