Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

sexta-feira, março 12, 2010

Meu Namorado Thiago


Estou quase sempre falando de corridas e eventos aqui e sempre falo de meu amado namorado Thiago. Porém, nunca dediquei um texto só para ele. Agora, ei de fazê-lo.

Quando vi sua mensagen no Orkut interessado em mim e vi que ele fazia Cosplay de Aladdin, disse para minha mãe: "Será que encontrei meu príncipe?". Hoje em dia eu sei a resposta.

Quando nos encontramos pessoalmente, eu estava uma fera pois ele estava super-atrasado. Já estava pensando seriamente em ir embora. O motivo foi ficar se arrumando na frente do espelho e seu ônibus acabou demorando demais. Ainda por cima, saltou do ônibus e pegou metrô, ao invés de continuar no 634. Parece que ele tinha pego muito trânsito. Porém, quando o vi, me encantei com seu jeito meigo. Tinha algo nele diferente que me chamou a atenção. Quanto ao rodízio de pizza, acho que o Thiago já contou tudo em detalhes aqui.

Lembro-me bem na hora em que ele quis me pedir em namoro ao nos despedirmos, falando que talvez daqui a algum tempinho e eu disse sim na hora. Ali começou o namoro. No dia seguinte mudei o meu status do Orkut, que recebeu muitas visitas por conta disso. Pudera, eu estava solteira de fato (mas não de direito) desde que entrei para essa rede de relacionamentos e achava que ia encalhar.

Outra coisa que me chamou a atenção foi eu chegar do trabalho tarde algumas vezes e encontrá-lo me esperando horas na portaria do meu prédio para fazer uma surpresa. E olha que quando isso aconteceu, tínhamos pouco tempo de namoro. Isso não me deixa dúvidas de que ele é um homem apaixonado.

E na vez que ele me trouxe lindas margaridas e foi me procurar lá na academia? Eu já tinha ido embora. Todavia, todo mundo foi atrás dele enquanto me procurava. As pessoas adoraram. Acharam lindo! Pena que eu não estava mais lá...

Das coisas que eu gosto nele, são o seu romantismo, fidelidade, o fato de não mentir, talento para desenhar, criatividade até em excesso, ser extremamente divertido, detalhista, usar expressões engraçadas, ser solícito, sempre ter querido compromisso sério, etc.

Acho muito interessante o fato de ser espontâneo tal como eu. Ele não liga muito para o que os outros vão pensar ou dizer de suas atitudes. Assume seu gosto por Jaspion, Bozo, Chucky, Atchim e Espirro, etc, da mesma forma que assumo minha paixão por Cavaleiros do Zodíaco e Tartarugas Ninja. E daí que vão dizer que somos infantis?

Adoro quando me desenha. E sempre me coloca como atleta, que é o que mais gosto. Gosto do fato de ele se dar bem com meus amigos atletas e não ter nenhum preconceito de raça ou de condição social. Só não gosto quando reclama do fato de eu ter que dormir cedo e comer o tempo todo. Sou atleta e tenho que seguir uma disciplina rígida. E o faria mesmo que não fosse atleta porque é saudável.

A verdade é que os homens hoje só querem ficar e mais nada e ele desde o início dizia que queria se casar. E chegou a me pedir em casamento em um evento! Acho que vou ser muito feliz quando isso acontecer. Eu sei que o casamento é difícil. Afinal, são duas pessoas de criações diferentes e que muitas vezes possuem débitos sérios entre si. Mas se há diálogo e o amor é verdadeiro, dá certo. E o "foram felizes para sempre" acontece de verdade.

Não é a toa que adorei a idéia de ter um anel de compromisso, que ele comprou no final de 2009. Pena que o meu afroxou (ou terá o meu dedo afinado?) e tenho que tomar cuidado para não cair.

Das coisas que eu não gosto é do fato de ele não gostar de comer. Não é a toa que está magro demais. Nunca vi alguém não gostar de comer e encarar isso como se fosse obrigação. Tanto que no rodízio de pizza quando nos conhecemos ele só comeu uma fatia. No aniversário do meu pai, ele não conseguiu comer um pequeno prato de nhoque no LaMole. E olha que ele quase não comeu o couvert. E num churrasquinho que minha mãe fez aqui em casa foi a mesma coisa. Comeu pouco e beeeeeeeeeeeeeeeemmmmmmmmmmmmm devagar. Ele diz que é por ficar tímido e que isso sempre acontece quando tem que sentar e comer com outras pessoas. Só que na casa dele, comendo na cozinha, ele também come devagar. E inventa desculpa para não comer. Ele indo ao rodízio é lucro certo ao dono do restaurante. Já eu sou prejuízo garantido. Comer é tão bom!

Só que ele não percebe que com isso, sua saúde vai para o beleléu, ficando doente muito facilmente. Até porque ele simplesmente não come salada e quase não come fruta.

Também não gosto do fato de não ser pontual. Ele só o é em casos onde a pontualidade é absolutamente necessária, como em competições e viagens. Ele diz morar longe, mas isso se resolve saindo mais cedo de casa. Eu moro longe da Gávea e só me atraso em meus compromissos em caso de trânsito excessivamente pesado.

O fato de olhar feio para os homens que me olham é algo que também não me agrada. Sei que faz isso para me defender, só que eu temo as consequencias disso. Vai que o cara é louco e está armado? Ou então, é um lutador de jiu-jitsu querendo arrumar desculpa para brigar? Mas o chato mesmo é ele ficar de cara fechada depois que isso acontece. O melhor a fazer é não ligar. O que fazer se há muitos homens que não respeitam a mulher dos outros?

Quanto ao último defeito, aponto o ciúme. Eu não sou ciumenta e estou pouco me lixando para suas exs e as que o paqueram desde que não se joguem descaradamente em cima dele. Contudo, ele fica tomando conta de minhas roupas e furioso com a hipótese de algum ex meu aparecer e resolver fazer uma gracinha.

Da parte dele, ele reclama por eu ser muito fria, o que é verdade. Quando era mais nova, simplesmente não acreditava na existência do amor. Eu só mudei de idéia quando me apaixonei pela primeira vez. O emotivo é ele e a racional sou eu, exatamente o contrário do que se espera de um casal. Até costumamos brincar que estamos em papéis invertidos, pois eu sou descuidada com as roupas e aparência, enquanto ele fica se arrumando até demais; principalmente o cabelo. Talvez seja isso que faça com que as lésbicas me paquerem e que os homossexuais o paquerem, não?

Eu tento ser menos fria. É didícil, pois sou assim desde sempre. Espero que ele me entenda e perceba que me esforço para mudar isso.

Sei que também tenho uns estresses por coisas muito bobas. Acabo brigando, gritando e falando o que não devo. E eu sempre me arrependo depois. Obviamente ele reclama muito disso. Com toda razão.

A minha sorte é que ele não reclama do fato de eu ser sempre muito ocupada. Mas sei que fica muito chateado. Fazer o quê? Ser atleta e trabalhar ao mesmo tempo faz com que meu tempo livre seja mínimo. Mais ainda, minha condição de mulher só piora as coisas, pois faço comida, por exemplo.

Por fim, quanto ao fato de querer me dar presentes sempre que tem um dinheiro, eu acho isso bom e ruim ao mesmo tempo. É bom porque prova que me ama. E ruim porque acaba gastando dinheiro. E gastar dinheiro é tudo o que uma pão-dura como eu não gosta. Confesso que preferiria que economizasse tudo.

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com