Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

sexta-feira, abril 02, 2010

Atire a Primeira Pedra


"Aquele que não tiver pecado, que atire a primeira pedra.", disse Jesus. Um valioso ensinamento, que mostra que não devemos julgar as pessoas. Isso não quer dizer que uma pessoa não deva sofrer as consequências de seus atos errados; longe disso. Se uma pessoa errar, deve pagar pelo que fez, seja na justiça, financeiramente, etc. Mas isso não justifica que se comemore ou que se aumente o sofrimento dessa pessoa por causa das consequências de seus erros.

Já se o erro for de menores proporções, o razoável é que se chame a pessoa em um canto e comente o fato discretamente, a fim de que o outro veja o que está fazendo. Se a outra pessoa não estiver nem aí para o que lhe for dito, convém deixar que o tempo lhe seja o seu professor e torcer para que isso não lhe traga muito sofrimento nem que ocorra tarde demais.

Muitas vezes, as pessoas são julgadas sem terem feito nada de errado. Suponha que alguém seja suspeito de algo errado, porém não haja nenhuma prova contundente disso. Quantas não serão as pessoas que lhe virarão a cara, lhe xingarão, lhe agredirão, etc? Nada disso deve ser feito mesmo que de fato a pessoa tenha errado e feio.

Um exemplo é quando um atleta é pego em um exame anti-doping. Já soube de casos onde o atleta era inocente e só pelo fato de o resultado ser positivo, amigos deixam de olhar para a cara dele, é xingado de bombado, etc; isso tudo ocorrendo antes do julgamento. E mesmo que o atleta seja culpado, a punição já é pesada: alguns anos de suspensão, vai perder patrocínio e, por isso, talvez precise abandonar o esporte para conseguir um outro emprego, tem a vergonha do erro e, possivelmente, um enorme peso na consciência. Precisa pisar ainda mais numa pessoa que já está super por baixo?

Pessoas que erram podem se arrepender e nunca mais errar. E aqueles que julgam de certo já cometeram o mesmo erro e coisas muito piores no passado. Mais ainda, cometem erros também no presente. Quantos são, por exemplo, os que xingam os atletas pegos no anti-doping que são 100 % honestos? Como, então, podem julgar alguém que cometeu um ato desonesto? É nesse tipo de coisa que as pessoas deveriam pensar antes de saírem dizendo o que dizem por aí.

Mas não é só de julgar erros que quero falar. Tem também os que julgam os detalhes das vidas das pessoas, fazendo fofocas de coisas que não lhes dizem respeito. Sempre há um motivo para a maioria das pessoas falar mal das outras por traz, nunca pela frente. São os fofoqueiros e falsos de plantão. O que é mostrado em programas como o Big Brother, em que quase todos os participantes fofocam dos outros, é a mais pura realidade no mundo. Pela frente é: "Querida!", e por trás é: "Ih, você não sabe da maior. Fulana é isso e aquilo, faz isso e aquilo...". Julgam sem saber quem é e o que se passa com a pessoa difamada.

Suponho que as pessoas que tomam esse tipo de atitude (e eu escorrego e faço isso também) não gostariam de ser julgadas dessa maneira, seja pela frente ou por traz. Então, não façamos isso com os outros também. Só assim construiremos um mundo melhor para nós e nossos descendentes!

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com