Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

quarta-feira, fevereiro 09, 2011

Show do Edu Falaschi, Larissa Tassi e Rodrigo Rossi no Carioca Anime 2011


Fiquei sabendo pelo Twitter do Edu Falaschi (@edufalaschi) que nos dias 8 e 9 de março, Edu Falaschi, Larissa Tassi e Rodrigo Rossi cantariam no Carioca Anime. O primeiro eu já tinha tido a oportunidade de ver bem de perto. Apesar disso, quis vê-lo de novo, para ver se desta vez conseguia falar com ele e obter um autógrafo. O show dele era no sábado e os outros dois, no domingo. O Thiago não gostou muito justamente porque eu nunca gosto muito de ir a eventos de anime. Ele sempre soube que eu só gosto de ir quando tem show legal, e considerando que eles são cantores das versões brasilerias de "Os Cavaleiros do Zodíaco", não tinha como não ir.

No sábado, o show era às 18 h. O Thiago levou a armadura do Seiya. Quando chegamos lá, nossa entrada foi imediata já que não tinha mais fila. Só que para minha tristeza, o show tinha começado antes da hora. Sorte que ao menos chegamos às 17:30. Se eu tivesse chegado com o show já no fim, iria pedir o meu dinheiro de volta. É um absurdo um show começar antes do marcado. Um monte de gente também reclamou da desorganização dos horários do evento. Algo que eu gostei no evento foi o local, que é confortável, com ar-condicionado e banheiros limpos. O local foi a "Casa das Beiras", no Rio Comprido.

Como ele estava cansado e tinha outro evento para fazer de noite, quase não cantou e conversou mais com o público. Contudo, foi muito legal pois desta forma conseguimos conhecer mais ele. O chato é que ele não levou banda, cantando com o som gravado dos instrumentos por trás e com qualidade ruim. Este também foi o ponto fraco do show do Nobuo Yamada. Sem falar que não tinha o playback de Never. Cantou apenas Pegasus Fantasy e Blue Forever, de "Os Cavaleiros do Zodíaco", e Nova Era e Rebirth.

Consegui ao final falar com ele, tirar umas fotos e obter seu autógrafo. Ele é bem simpático e estava visivelmente cansado. O Thiago também posou com ele dando meteoro de pégaso.

Os vídeos de sábado estão a seguir, incluindo o de uma entrevista após o show, obtidos no site Anime e Tokusatsu Vídeos, da minha amiga Nina Leona Puma.













Depois disso tudo, o Thiago ficou jogando Street Fighter no fliperama, que era de graça. Como o evento já estava terminando, não tinha mais fila. Até nisso a organização falhou, pois já passavam das 19:30, quando o evento já tinha que ter terminado. Como eu tinha que ir embora por causa da corrida do dia seguinte, tive que ficar apressando-o.

No dia seguinte, o show era cedo pois a Larissa tinha um compromisso em São Paulo. Como precisávamos chegar cedo, pegamos fila na entrada debaixo de um sol muito forte. Volta e meia alguém tocava o sino na porta do local de palhaçada. Desta vez o Thiago não pôde ir de Seyia pois o zipper do macacão da armadura arrebentou. Então, ele foi de Liu Kang pois um amigo seu também ia de personagem de Mortal Kombat.

Na fila, que demorava a andar, tinha um monte de emos na nossa frente. Sem preconceito, emo é um bicho muito estranho. Além das roupas exóticas e da promiscuidade e da infantilidade ao falar, me chama a atenção o fato de se cortarem nos pulsos por qualquer coisa. Sinto muito, mas isso não é normal. Não é a toa que o Romário, que é machão, proibiu evento de Anime no América. Já pensou um emo indo pedir autógrafo para ele daquele jeito bobão e fresco? Ele iria dizer: "Qual é, peixe, vê se fala como homem!"

Ao entrar, não é que o staff me deixou entrar sem vistoriar a minha mochila? O bom de ter cara de santinha é esse. Já pensou se eu não fosse de fato santinha e carregasse maconha ou uma bomba? Já ao chegar em frente ao palco, sentei no chão. Minhas pernas não aguentavam o cansaço. Não havia dado tempo de passar gelo.

Estava havendo um concurso de Anime Quiz, com músicas de anime. Impressionante como o Gohan sabia de todas. A apresentadora era muito simpática. Teve uma hora em que eles estavam dançando para aguardar o show e ela chamou um cara no palco pois ele dançava bem a tal dança japonesa. Realmente a espera foi divertida.

O show foi excelente. Nunca tinha visto o Rodrigo Rossi nem em vídeo. Fiquei maravilhada com seu talento e presença de palco. Esse cara merece ter muito sucesso. A Larissa eu já tinha visto em vídeos no YouTube e apenas confirmei o que já vira. O mais legal é que chamaram uma banda muito boa. Queria saber que banda era aquela. O ponto fraco dela era apenas o cara que cantava as versões em japonês, que não cantava nada. Contudo, os músicos eram excelentes. Idem a acústica do local.

Ela cantou todas as músicas dela, de Cavaleiros e das Guerreiras Mágicas. Ele cantou as dele de Cavaleiros e de Dragon Ball Z, e as demais de Cavaleiros. Me chamou a atenção que ele tinha "versôes completas" de Pegasus Forever e de O Reino de Atena, que são de autoria dele mesmo. Afinal, descobri que ele é um fã fanático.

O ciumento do Thiago saiu logo no início do show por achar que eu só dava atenção ao Rodrigo Rossi e que olhava para ele. Sim, ele é muito bonito, assim como a Larissa e o Edu. Eu poderia ser solteira que não iria ficar de assanhamento para nenhum dos dois. O Edu é casado. Já o Rodrigo eu não sei. Porém, não ficaria com um cara que não conheço.

Mesmo cansada pulei e cantei muito. Depois desse dia tive a certeza de que fiquei curada da fascite plantar. Pulei muito e nada senti nos meus pés. É tão bom saber que a lesão foi embora definitivamente!

Ao final, acabei perdendo a oportunidade de falar com a Larissa. Precisei ir ao banheiro e ela teve que ir embora para pegar o vôo para SP. Ela estava atrasadíssima. Ao menos deu para falar e tirar fotos com o Rodrigo Rossi na sala de troféus do clube. Lá estava bem fresquinho. Ele foi extremamente simpático e me disse que queria arrumar uma camisa igual à minha, que é dos Cavaleiros. A banda também estava lá. Eles eram muito estranhos, estavam meio paradões...

Ao terminar de falarmos com ele, descobrimos que o staff nos deixou presos lá dentro. Ficamos de papo no fresquinho. Ao sair nos deparamos com o calorzão. O Thiago ia ficar para o desfile, enquanto eu ia para casa descansar. O desfile era tarde e eu tinha um monte de coisas para fazer pois trabalharia no dia seguinte. Acabou que o Thiago não quis ficar lá sozinho e apareceu lá em casa reclamando logo depois de mim. Infelizmente não tenho empregada para fazer as coisas por mim. E precisava me alongar e passar gelo.

Os vídeos de domingo estão a seguir, incluindo o de uma entrevista com a Larissa antes do show, obtidos no mesmo site acima.















Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com