Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

quinta-feira, setembro 17, 2015

10º Corrida e Caminhada de Confraternização pela Reconstrução do Célio de Barros


Fiz minha inscrição pela Internet com medo de elas esgotarem e para não ficar esperando na fila para me inscrever na hora. Não vale a pena passar estresse por apenas 4 Reais.

No dia acordei às 6:20 no dia 13/09 e por volta das 7 h fui trotando os 450 m que separam minha casa da largada saindo só com a camisa da Equipe Portão 17, da prof. Elza Rosa. Chegando lá, achei que não iria ter corrida. Nada estava montado, quase não tinha ninguém, estava chovendo e muito frio. 18ºC com chuva é complicado. Para piorar, uns guardas estavam conversando com o Cel. Rabelo. Mas era só a questão de estacionamento.

Peguei meu número e fui dar um trote. Estava pesada e meio fraca. Minha saúde não tem colaborado nada esses dias desde quarta-feira dia 9. Além das poças, havia muita sujeira e gente fantasiada perto do Maracanazinho, por causa de uma festa à fantasia cuja música incomodou a vizinhança. Quando alguém vai acabar com essa pouca-vergonha de festas barulhentas no Complexo do Maracanã?

Aos poucos as pessoas chegavam. Por causa do frio e da chuva, tenho a certeza de que muita gente inscrita não foi. Por causa do atraso dos corredores, a corrida começou uns 20 min atrasada.

Ao largar, além de não estar 100 % de saúde, o frio deixou meus pés dormentes. Larguei em 5º e terminei em 3º no geral feminino, completando os 3,9 Km em 17:21. Eu, como sempre, vou pela pista de corrida, não fazendo desvios e encurtando o percurso, como muita gente faz, já que não há controle algum. Se não tivesse muito molhado, precisando desviar e saltar poças, acho que daria para fazer menos do que os 17:07 da vez passada mesmo não estando muito bem de saúde.

Ao chegar, fui comer muitas frutas. Os primeiros pedaços de abacaxi que peguei estavam doces. Já depois estavam muito ácidos e fiquei com a boca toda assada. Não sei dizer se estava verde ou se é porque ainda não está na época. Já a melancia estava muito boa.

Antes do sorteio, um senhor que chegou junto comigo, chamado José Kloss, um ultramaratonista, deixou seu número comigo.
Caso fosse sorteado, eu poderia ficar com o prêmio. Eu raramente ganho alguma coisa. Só ganhei meia e camiseta até hoje. E não é que o número dele foi sorteado e eu ganhei uma panela de pressão? Minha mãe já usou para fazer o feijão com a ajuda da minha tia Cláudia e ficou ótimo! Panela totalmente aprovada! O José Kloss falou pra mim que nunca ganha nada em sorteio e bastou não ficar para o número dele sair. Lei de Murphy, a lei infalível!

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com