Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

domingo, novembro 01, 2015

Campeoato Estadual de Veteranos


Finalmente, em 25/10/2015, na pista do CEFAN. pude novamente correr um campeonato de pista desde junho de 2013. Infelizmente as muitas lesões me impediram de fazê-lo antes.

Havia me inscrito para os 5.000 m e nos 800 m. Queria também correr o revezamento medley, mas até então não havia um segundo quarteto feminino para minha equipe, a Portão 17 Maracanã. Como só havia 2 categorias, acima de 50 e abaixo de 50, e já havia uma equipe forte acima de 50, com velocistas melhores do que eu, se eu corresse, a equipe ficaria abaixo de 50 e competiria com velocistas mais jovens, o que seria ruim. Do jeito que estava, era ouro garantido.

Na véspera a Elza me oferecera carona. Entretanto, teria que estar às 6:10 no portão do Célio de Barros. Porém para isso precisaria acordar antes das 6 h. Preferi acordar às 6 h e ir de busão mesmo. Saí de casa às 6:20 e cheguei antes das 7 h no local. Não há a necessidade de dormir menos.

Na hora de confirmar na prova dos 5.000 m, nada de acharem a súmula. Demorou mas foi encontrada. Antes de confirmar tinha ido me aquecer e me senti pesada, banhuda, com as pernas inchadas. Mesmo a pista sendo rápida, mesmo o clima estando friozinho, não me sentia em plenas condições. Esse meu organismo realmente não me ajuda em nada. 

A prova foi pontual e eu tentei ir junto com a Ana Emperador, uma atleta de SP que competiu a convite da +Velozes. Ela não saiu forte e me mantive com ela até a metade da 2º volta. Depois não deu mais. Num bom dia teria me mantido junto por mais tempo. Acabou que ela fez em menos de 20 min e eu fechei os 5.000 m em 2º geral e 1º da faixa em 22:18.1. A premiação da prova não demorou a sair.

Nos 800 m não teve problema na confirmação e me puseram na raia 1. Dada a largada pontualmente, fiz toda a força que podia mas só passei a 1º volta em 1:29 em 5º. Na 2º volta ultrapassei uma atleta e finalizei em 3:05.4, sendo a 4º geral e a 1º na minha faixa. Dessa vez a premiação demorou horrores e só foi dada após o revezamento.

O revezamento atrasou uns 10 min porque o arremesso de disco ainda não tinha terminado e havia atletas ali que competiriam o revezamento. No revezamento medley, a 1º corre 100 m, a 2º corre 200 m, a 3º corre 300 m e a 4º corre 400 m. As duas 1ºs saem raiadas, já as 2 últimas saem na raia um. Demora um pouco até organizar as atletas, explicar tudinho, etc. A minha equipe era composta pela Alda, uma velocista de 80, a Elza, da categoria de 60, a Solange, da categoria de 40, e eu. Quem é da categoria mais alta tem que correr primeiro. A Alda é velocista, porém velocidade não é o forte das outras duas. Quando recebi o bastão, as outras equipes sub-50 já estavam inalcançáveis. Eu tentei ao menos alcançar a Tati da equipe acima de 50 da Portão 17 que estava próxima. Até me aproximei mas não consegui. O Gilson tirou meu tempo nos 400 m e deu 1:28.6. A Tati já devia estar cansada, pois ela tem abaixo de 1:15 nos 400 m, coisa que eu tenho 1:22 como recorde em 2002. Acabou que fomos bronze no sub-50 e 4º no total.

As premiações demoraram horrores para sair e ainda por cima foram fazer discurso com todo mundo morrendo de fome. Na volta fui com o Sérgio Japa de ônibus e acabei chegando em casa quase às 15 h. Detalhe que acabei de competir por volta de 12:15. Ao menos o saldo foi positivo: 3 belas medalhas, sendo duas de ouro e um bronze. Para melhorar, a Portão 17 Maracanã foi 2º no feminino.

Marcadores:

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com