Pantera Cor de Rosa

Este é o blog de Juliana Carpes Imperial, mais conhecida pelos desconhecidos como a Pantera Cor de Rosa por volta e meia ir correr toda de rosa.

domingo, dezembro 06, 2015

Circuito da Longevidade


Eu não tinha planos de correr essa. Porém, como a Corritalia Brasile tinha sido cancelada e a de Duque de Caxias do ano passado fora muito bagunçada, resolvi ir nesta que é boa e barata, apenas R$ 20,00 (R$ 10,00 para idosos). Se eu não ganhar a inscrição da Beach Run do Rei e Rainha do Mar, esta foi a última do ano.

Como ela é muito concorrida, acordei à meia-noite do dia em que começavam as inscrições para não ficar de fora. Infelizmente no Rio de Janeiro foi organizada pela Ativo.com, empresa que até agora não me pagou o processo que eu ganhei, juntamente com a multa, que está em fase de execução. O site estava muito lento na hora mas consegui sem maiores problemas. Dava até para fazer na manhã do dia seguinte. Porém, na parte da tarde já não tinha mais. Ainda bem que eu não arrisquei e fiz a minha logo.

Quando minha inscrição foi confirmada, apareceu que eu estava no pelotão Quênia, para quem corre abaixo de 4:50/Km. Contudo, ao imprimir o comprovante de inscrição para pegar o kit, nada estava escrito. Procurei em meu e-mail alguma informação e não achei nada.

Na véspera da corrida, fui pegar o kit na Bradesco Seguros lá de Botafogo, na Rua Real Grandeza. Estava tranquilo, sem filas. Pela lista, tinha muita gente inscrita. Era um tal de passar por nomes começados por J até chegar ao meu! A mulher não me pediu nenhum documento, nem boleto, nem comprovante de pagamento e nem confirmação de pagamento. Imprimi tudo a toa! Depois disso fui pedir para cadastrarem minha equipe, já que mesmo estando na Equipe Portão-17 Maracanã em meu cadastro no Ativo.com, tinha ficado sem equipe. Um membro da organização resolveu isso rapidamente ao alterar meu cadastro.

Na véspera tinha dormido bem cedo, feito tudo direito desde quinta-feira (inclusive resistindo a um delicioso bolo!) e acordei muito bem na manhã de domingo dia 06/12 às 5:30. Infelizmente precisava madrugar porque a largada era às 7:30. Saí de casa por volta de 5:55 e para minha sorte peguei um 457, que é o ônibus mais rápido para o Leme. 

Chegando lá, por volta das 6:10, para a minha surpresa, a corrida não era ao final do Leme como em 2010, quando participei pela primeira vez desta corrida, e sim em frente ao antigo hotel Meridien. No meu número estava escrito pelotão C e não Quênia. O C é para quem corre abaixo de 5:00/Km, que é o meu caso. Entretanto, vi um monte de gente no B e no C que não fariam abaixo de 4:00/Km e 5:00/Km, respectivamente.

Fui conseguir uns copos d'água antes da largada. Novamente isso foi meio complicado. É um absurdo não quererem dar água antes da corrida. Não vou me aquecer e levar para a largada meu garrafão. Outro ponto negativo foi o guarda-volumes. Demoraram para aprontá-lo, o que atrasou um pouco meu aquecimento.

Ao me aquecer me sentia bem, bem diferente da última corrida quando sentia meu corpo fraco e pesado.  Me aqueci na ciclovia e reparei que tiraram as metragens, outro absurdo! Também vi muitos atletas de elite.

Na hora da largada, quando entramos pelo corredor do pelotão C, pudemos ir até o B, bem mais para frente. Só não podíamos avançar até o A, dos atletas inscritos na elite (nem todos ali eram atletas de elite de fato).

Dada a largada com 1 min de atraso, que foi tranquila, tive que me segurar pois estava indo forte demais. Minha expectativa era de fazer em 27:03 e larguei para abaixo de 4:00/Km, mas passei o Km 1 em 4:19. A virada era lá no Arpoador. Tinha água nos Kms 1,5, 3,0 e 4,5. No último eu não precisei pegar. 

Depois da volta, vi uma mulher ainda na ida atravessando a pista, parando, pegando água e correndo na volta cortando o caminho, como se não fosse com ela. Apontei e falei bem alto que ela tinha cortado o caminho. Ela nem olhou. Outras pessoas também falaram que era um absurdo. Sorte que tinha tapete na virada e ela foi devidamente desclassificada. 

Durante a corrida, na hora da volta, vi que só tinham 4 mulheres não-elite na minha frente. Finalizei a corrida em 26:39, melhor do que eu queria, ficando em 126º no geral absoluto, 21º no geral feminino e 2º na faixa-etária. Fiquei em 2º lugar porque a Sirlene de Souza Pinho, campeã da maratona do Pan em 2007 foi a 1º. Nessa corrida eles premiaram quem saiu na elite e não pegou pódio entre os 5ºs na faixa-etária. Um absurdo, nunca vi isso! Todavia, isso estava permitido no regulamento. Já os 5ºs da elite foram premiados pelo Jairzinho, o Furacão.

Após a corrida tomei um isotônico e comi 10 bananas e 12 maçãs. Percebi que até os caras da organização comentaram quando sai do local. Nesse meio tempo começou a caminhada com bastante atraso, sendo que muita gente caminhou já durante a corrida. Saí porque estava com a barriga lotada e fui até o local da premiação por faixa-etária, que ainda não tinha saído. Como demorou, fui me alongar um pouco, peguei minha bolsa e quando voltei já tinha saído. Ainda demorou um pouco até entregarem os troféus em mãos, não no pódio, como deveria ser. Afinal, havia um pódio ao lado da premiação da faixa-etária. O pessoal reclamou bastante disso de os atletas de elite pegarem premiação por faixa-etária.

Depois disso fui embora para casa. Como a caminhada ainda não tinha terminado, não dava para entrar na baia do lanche e levar umas frutas. Sofri para pegar ônibus de volta, já que esse prefeito trocou tudo novamente!

Marcadores:

1 Comments:

At 1/06/2016 3:25 PM, Blogger Jhoanehs Moisés said...

Seu blog tá bacana viu Juliana ! =D

 

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

Free counter and stats for your website on www.motigo.com